Outubro Rosa

Breast-cancer-month

logo_rosa

 

Outubro é considerado, mundialmente, o mês da conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento, que tem como símbolo o laço cor-de-rosa, começou a surgir na década de 90 em Nova York e se espalhou por vários lugares do mundo.

O que pouca gente sabe é que os cães e gatos também podem contrair câncer de mama. De fato, o tipo de câncer mais comum em cachorros é o de mama. E, infelizmente, metade dos diagnósticos em caninos é considerado maligno, sendo que nos felinos esse percentual é ainda maior.

Os animais castrados estão menos sujeitos a contrair câncer, embora, em algumas raças, o risco é maior, devido a sua predisposição genética e também por causa de sua estrutura anatômica. Algumas destas raças:

– Dachshund
– Basset Hound
– Pointer
– Boston Terrier
– Cocker Spaniel
– Poodle
– English Setter
– Lhasa Apso
– Brittany Spaniel
– Fox Terrier

Breast-cancer-month

Fonte: http://dogsaholic.com/care/breast-cancer-in-dogs.html
Os sintomas do câncer de mama são semelhantes aos dos humanos, variando desde uma massa sólida a múltiplos inchaços na região da mama. Para detecção precoce, o procedimento também é similar ao feito nos humanos, onde deve-se apalpar as glândulas mamárias, procurando por nódulos, que geralmente são duros e imóveis.

É importante a detecção precoce porque os tumores podem crescer em uma taxa muito rápida, chegando a dobrar de tamanho em questão de meses. Tumores malignos são mais agressivos e geralmente são irregulares e existem casos onde ocorre sangramento e ulceração.

No entanto, existem tumores malignos que se mantém em tamanho pequeno por um longo período e, repentinamente, crescem em uma frequência alarmante. Identificar um tumor baseado em sua aparência física é uma tarefa difícil, por isso o mais aconselhado é coletar tecido para fazer uma biópsia.

O tratamento pode ser feito de maneira cirúrgica e quanto mais precocemente esta for realizada, maiores as chances de recuperação total. Pode haver casos onde a cirurgia não é recomendada, como idade avançada do animal, mas assim como nos humanos, também podem ser feitos outros tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia e radioterapia.

A quimioterapia não é tão bem aceita em cachorros assim como é nos humanos, mas com o avanço das tecnologias e pesquisas constantes melhorando as medicações utilizadas e a abordagem terapêutica, este procedimento tem ganhado atenção e vem sendo utilizado cada vez mais por médicos veterinários especializados em oncologia.

A radioterapia geralmente é utilizada em combinação com os outros tratamentos, para controlar o avanço do tumor ou para terminar de eliminar o que não foi possível através de cirurgia ou quimioterapia.

Então devemos ressaltar que o câncer de mama é muito comum e pode ser tratado frequentemente e com altas chances de sucesso, principalmente se detectado precocemente. As fêmeas que não serão criadas com a finalidade de reprodução devem ser castradas o quanto antes possível. Cachorros e gatos castrados antes de seu primeiro cio têm chance de contração da doença praticamente igual a zero.

Fiquem atentos a seus pets. Como eles se expressam de maneira diferente, a iniciativa de fazer o teste não irá partir deles, assim, deve partir de nós, donos (pais).

 

Texto traduzido com adaptações: http://dogsaholic.com/care/breast-cancer-in-dogs.html

Compartilhar: