cold-139829_640

Lembram da brincadeira de “esconder varinha”? Já vai longe esse tempo. E o que escondia ficava falando para os outros que procuravam: “tá quente (quando estavam perto de encontrar a varinha)” ou tá frio (quando estavam longe de encontrar). Pois bem, com os cães não tem nada disto. Tem que prestar atenção e não deixá-los
Continuar lendo: Quente/Frio

gatos_cao

Dois excelentes “termômetros” para ver se o cão está com frio são as orelhas, principalmente nas pontas. Se o seu cão estiver com as orelhas frias, ELE ESTÁ COM FRIO! A ponta do focinho também serve como indicação. A ponta do focinho deve ser fria e úmida. Focinho gelado indica frio. Já focinho quente e seco pode indicar
Continuar lendo: Para cães e gatos

cerbero-on-the-road-cute-poodle-3

Ele passou boa parte da vida sem sair do Peru, seu país natal. Quando estava velhinho, embarcou em uma viagem pelo mundo e hoje conhece mais lugares do que muito ser humano por aí. Essa é a história de aventura de Cerbero, um vira-lata com características de Bichon Frisé que tem quase 15 anos e
Continuar lendo: Cerbero on the Road

hamster-690108_640

Hoje vamos falar do contrário. Da nossa saúde em relação ao contato com certos animais. É claro que ratos e outros animais considerados “pragas”  são transmissores de doenças aos humanos, mas os hamsters, apesar de serem roedores,  não devem ser confundidos com ratos. Como todos os animais domésticos, podem também transmitir zoonoses, ou seja, doenças
Continuar lendo: Eles e nós

goldfish-537832_640

Como todos os animais de estimação, os peixes também ficam doentes. Existem diversos tipos de doenças, algumas comuns, outras nem tanto, dentre as mais conhecidas podemos citar o Íctio, a Hidropsia, fungos, entre outras. Íctio é a doença mais conhecida e que mais atinge os aquaristas iniciantes. Ela é causada pelas oscilações de temperatura, estresse,
Continuar lendo: Os peixes também adoecem

dog-610069_640

De repente, o pâncreas desacelera a produção de insulina. Então, o organismo do animal deixa de transformar em energia toda a comida da tigela. O bicho até continua devorando tudo o que o dono lhe oferece, mas só faz perder peso, bota a língua pra fora, esbaforido, em qualquer caminhada à toa, não topa nenhuma
Continuar lendo: Diabete canina

Prof. Cláudio Yudi Kanayama – Médico Veterinário – Universidade de Uberaba  Está sendo utilizada na Medicina Veterinária com dedicação maior em pequenos animais (cães, gatos, coelhos, aves, répteis, roedores e ferrets) algumas técnicas consideradas Medicina Alternativa, que tem apresentado bons resultados em diversos tipos de tratamentos. Vale ressaltar que o termo “alternativo” não significa a troca
Continuar lendo: Medicina alternativa em Medicina Veterinária

celula-tronco-veterinaria

O uso de células-tronco tem se tornado importante aliado no tratamento de doenças graves que acometem os animais de estimação. A perspectiva de cura de doenças para as quais já não há tratamentos traz esperança não só aos seres humanos, mas também ao mundo animal. Apesar de ainda gerar polêmica, o uso de células –
Continuar lendo: Um grande avanço!

otite-canina-2

Otite é uma inflamação seguida de infecção causada no ouvido e é muito comum nos cães devido ao formato de sua orelha, que tem um canal comprido e fechado, o que torna fácil o aparecimento e replicação de ácaros, fungos e bactérias. Algumas raças de cães apresentam otite canina com mais facilidade e frequência como
Continuar lendo: Muito doloroso!